30 de março de 2015

Gelo

A formação de gelo pode ocorrer nas asas, nos tubos de pitot, no carburador ou até mesmo nas pás da hélice. Caso ocorra nas asas, haverá uma alteração no formato das mesmas, alterando também o fluxo de ar. Isso vai fazer com que haja uma diminuição da sustentação, fazendo o avião ficar mais sucetível à um stall. Se formar gelo nos tubos de pitot, os orifícios que medem a pressão do ar vão ficar obstruídos, mandando informações erradas de velocidade aos pilotos, ou até mesmo nenhuma informação. Gelo no carburador ocasiona em perda de potência e pode causar uma parada completa do motor.
Para evitar a formação de gelo, sistemas anti-gelo devem ser ligados, que aquecem partes mais vulneráveis para formação do mesmo. Temos como exemplo o Pitor Heat (que aquece o tubo de pitot) e o Carb Heat (que utiliza ar quente no carburador para evitar formação de gelo).
Postar um comentário